sábado, 22 de agosto de 2009

ITAPICURU, TUDO É HISTÓRIA


Itapicuru, um dos municípios mais antigos da Bahia, é um caminho para a História: a sua colonização, através das sesmarias, aos primeiros desbravadores e a sua saga; e o começo: o aldeamento indígena, a primeira capela, a sua igreja, o convento franciscano, a Missão da Saúde. Tudo em Itapicuru é história; passado e presente, um e outro inseparáveis; e é nessas terras que desbravadores portugueses chegaram através da distribuição das sesmarias feita pelo rei de Portugal.
Itapicuru, antigo povoamento indígena e a respeito dessa aldeia, a historiadora Consuelo Pondé de Sena narra em seu livro mediante depoimento do Presidente da Província da Bahia de 01 de maço de 1851, encontrado relatório sobre estado das aldeias dos índios da Província da Bahia, sua população e civilização.

COMARCA DE ITAPICURU

“Aldêa de Na. Sa. da Saúde de Itapicuru tem 131 índios. A doação hé de meia légua de terra em quadro da qual pouca os índios ocupão, por não querem dar-se ao trabalho da lavoura. Convém apropriar a Nação a maior parte deste terreno ocupado por particulares ao título de renda que não paga, salvo os pequenos sítios, que poucos índios cultivão: os mais delles trabalhão por salário, alguns plantão milho e feijão”. (SENA, p. 28, 1979)

Itapicuru nome de origem indígena (Tupi-Guarani) que quer dizer laje caroçuda, pelas espécies de rochas encontradas pelos indígenas na região. Antigo povoamento indígena, que foi habitada pelos Kariris, Payayás e Tupinambás.
A origem desta remonta a meados do século XVII quando no local em 1636, existia uma missão franciscana denominada Saúde ou de Santo Antonio foi erigida uma pequena Capela em 1698, com nome de Nossa Senhora de Nazaré do Itapicuru de Cima, consoante petição dirigida ao rei pelo vigário Giraldo Correia de Lima, que começou a receber côngrua a partir de 1700. Assim é que, uma Carta Régia foi dirigida ao vice-rei do Brasil, solicitando notícias sobre a localidade de Itapicuru para ver se tinha condições de ser elevada vila. Estando dentro das condições previstas para merecer tal promoção, fora freguesia elevada a Categoria de Vila pelo vice-rei do Brasil, Conde Sabugosa em 28 de abril de 1728. Portanto, estudar a história do nosso velho Itapicuru nos faz reviver no passado do legado histórico do nosso município e relacionarmos com o presente.


Foto de Itapicuru no princípio do sec. XIX.

11 comentários:

  1. MEU NOME É EVANDRO, NASCI EM ITAPICURU, MORO EM SAO PAULO HÁ 3 ANOS. AMO ESSA CIDADE E GOSTARIA DE SABER O QUE É FEITO PARA OS JOVENS FORMANDOS COMO PLANO DE CARREIA?
    PLANEJO VOLTAR. MAIS TENHO MEDO DE FICAR SEM TRABALHO, POR ISSO VOU DE FERIAS SÓ PARA MATAR A SALDADE!

    ResponderExcluir
  2. QUEM É DE ITAPICURU E MORA EM OUTARA CIDADE OU TRABALHA, COMENTE AS DIFICULDADES EM TER QUE MORAR LONGE DAS PESSAS QUE GOSTAMOS E DO LUGAR QUE AMAMOS!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo pró muito interessante o seu texto.amei seja sempre assim.

    ResponderExcluir
  4. Uma pessoa nunca pode mentir
    evc só falou a verdade
    e essa é a historia de minha cidade
    te amo pró

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Embora minha formação não seja em história, estou coletando dados para escrever a saga da minha família, os Dantas Barreto Bittencourt, que originou-se em Itapicurú, Alagoinhas, e Olindina, onde é o cartório, que creio onde estão registrados meus antepassados.Se puder ajudar, meu end. é carlos.c.bittencourt@gmail.com, Grato.

    ResponderExcluir
  7. Quero acha meus primos ai em itapicuru baixo onde Tei pé Gameleira minha avó Alexandria Thomas dos santos meu avó morreu ai rio itapicuru rio tava cheio foi atravessa rio morreu com animal burro aproximadamente ano 1910. Teve tragédia tmb morreu uma só vez 8 Irmã ai em itapicuru baixo ano 1940 1950 envenenamentos ...gostaria de acha meus primos ai foi ai onde meu ex pai nasceu creio tenho ai primos muitos nomi meu pai era sabino alves dos reis ....Quei poder nós ajudar grato eu vanildo poder mim add facebook ou whatsapp 11949289865

    ResponderExcluir
  8. encontrei em meio aos documentos de minha mãe e descobri que meus bisávos são de itapicurú grande são eles: antonio bispo lopes e maria marta de espirito santo,pais de meu avô eugenio bispo dos santos. já todos falecidos claro,meu avô dizia a minha mãe que sua mãe era indigena e seu pai portugues ele nasceu no dia da libertação dos escravos. descobri também o nome dos pais de minha bisavó são eles:vicente cassiano de almeida e ana clementina de almeida.fiquei muito surpresa em descobrir a historia e a origem de minha familia quem poder me informar mais sobre meus antepassado agradeço. meus avos se casaram na comarca de campo formoso(bahia) em 02 de agosto 1918

    ResponderExcluir
  9. os nome de vicente cassiano de almeida e ana clementina de almeida são de minha avó,eu errei ao escrever bisavó.

    ResponderExcluir
  10. os nome de vicente cassiano de almeida e ana clementina de almeida são de minha avó,eu errei ao escrever bisavó.

    ResponderExcluir